Andei assistindo: The Lizzie Bennet diaries


É uma verdade universalmente conhecida que as histórias consideradas clássicas, cujas épocas de origem datam de não sei quantos séculos atrás, devem ser adaptados para os dias contemporâneos.

Detetives consultores e monstros gregos já vieram para o século XXI ; estava demorando para aparecer uma versão moderna de "Orgulho e preconceito", que é um livro muito popular. A produção, criada por Hank Green (um dos Vlogbrothers), tem a forma de um vlog, cuja dona se chama Elizabeth "Lizzie" Bennet. Ela é universitária e tem vários assuntos com os quais se preocupar, como o fato de sua mãe ser uma mulher frustrada por ter filhas adultas que ainda não estão casadas. E, como o novo vizinho, Bing Lee, é milionário e solteiro, Mrs. Bennet decidiu que uma delas tem que ser a futura esposa do rapaz.

Quando eu soube desse "programa", não acreditei que fosse tão bom - o mesmo comentário fiz para mim mesma pouco antes de assistir a "Sherlock" e "Fringe"...pelo jeito, eu não sou tão boa com pré-julgamentos. Enfim, eu acho que viciei totalmente nesse vlog, considero-o até melhor do que o filme de 2005 com Knightely. Este último é uma boa adaptação, mas o canal do Youtube é muito mais original, fiel à obra de Austen ao mesmo tempo que possui uma identidade própria, que me conquistou muito mais. O mais legal é que nós não saímos do quarto de Lizzie, e ela conta tudo o que acontece tão bem que nem precisa ir para outro lugar enquanto a história durar.

Óbvio, tem algumas modificações. Por exemplo, dessa vez temos somente Jane, Lizzie e Lydia de filhas Bennet; no começo, parecia ser uma terrível blasfêmia para mim, até porque eu gosto bastante da Mary. Mas o roteirista tem razão, o vlog realmente não precisa delas. Acho que ficaria mesmo muito sobrecarregado se todas as cinco irmãs estivessem presentes. Mais sobre isso neste post.

Sério, todo mundo deveria assistir, é realmente incrível. E cada episódio não dura mais de cinco minutos, não custa nada em dar uma chance. Se bem que, agora que eu virei fã, acho que os vídeos deveriam ter muito mais tempo do que isso. O único problema é não termos legendas em português; há somente em espanhol e inglês - graças a deus, porque fala sério, esses vlogueiros de fora falam de um jeito tão rápido que me enlouquece! E assistam mesmo assim, vale muito à pena. Primeiro episódio lá em cima!

Postagens mais visitadas