Estive lendo: Fogo vermelho



Este é o segundo livro da série "Radegund" e conta como essa mulher, que passou boa parte da vida fingindo não ser uma para poder sobreviver, voltou para a terra onde nasceu depois de um longo período lutando no Oriente Médio. Ela, que já sofreu muito durante toda a vida, tem que enfrentar não só os fantasmas do passado, mas também pessoas de sua própria família que não querem exatamente que a guerreira sobreviva por muito tempo. Pelo menos Radegund tem boas pessoas ao seu lado: Mark, o melhor amigo que alguém poderia ter. Fiel, companheiro e compreensivo, ainda que ele mesmo tenha seus problemas familiares. Há também Luc, um bom homem que se entregou ao clero por se considerar culpado de um acidente grave. Se bem que sua relação com esta mulher pode acabar mudando os seus planos de vida.
 
Eu fiquei  bastante impressionada com o livro. Admito que costumo esperar muito pouco de obras escritas por novos autores (brasileiros ou não), mas não foi devido às baixas expectativas que gostei de "Fogo vermelho". A história é bem amarrada e os personagens principais são muito bem construídos. Adorei vê-los não sendo perfeitos e tentando sempre aprender com os erros. Isso só os tornava ainda mais carismáticos. 

Mas eu tenho que admitir que o fato de praticamente todos os personagens terem corpos belíssimos e sensuais me incomodou bastante, assim como o romance insaciável durante boa parte do enredo. Sim, eu sei que o livro é desse gênero, mas acho que a autora enrolou um bocado nesse detalhe, o que deixou a história ficar realmente empolgante somente na última etapa.

Eu recomendo muito "Fogo vermelho", principalmente para quem curte romances históricos. Drica Bitarello realmente caprichou na pesquisa, adorei o ar antigo que a história possui e, principalmente, as citações às guerras nas terras sagradas. É um assunto que sempre me interessou muito e fiquei com mais vontade ainda de conhecer mais sobre a vida dos dois povos nessa época.

Enfim, eu gostei bastante do livro, mas realmente esse não é meu gênero. Não me animei o suficiente para ler o resto da série, a não ser pelo primeiro volume, "O Reino dos Céus". O título é lindo, e eu gostaria muito de saber mais sobre as aventuras de Mark e Radegund na Terra Santa.

Queria agradecer à Elimar Souza, do blog Alquimia dos Romances, por me dar a oportunidade de participar do Book Tour. Fiquei muito feliz de ter participado!

Postagens mais visitadas