Desafio Literário 2011: Uma vida sem limites


Se você fica reclamando que a sua vida não presta, talvez seria bom dar uma lida nesse livro.


A história de Nick Vujicic é estupidamente linda e inspiradora. Quem diria que nascer sem braços nem pernas poderia ser um dia considerado uma bênção? Se esse cara tivesse vindo ao mundo com o corpo igual ao de qualquer um, provavelmente nunca teria se transformado na maravilhosa pessoa que é hoje. Suas palestras, as histórias que ele conta, as coisas que ele diz, tudo é realmente encantador. Ele consegue abrir a sua mente e te incentivar a ser uma pessoa melhor. Somente falando, Nick conseguiu ajudar a transformar vidas sofridas em outras muito melhores; acho que ele conseguiu mudar um pouco a minha também.

"Oficialmente sou deficiente, mas na realidade a ausência de braços e pernas me deixou bastante eficiente."                                                                    Uma vida sem limites; página 16
Eu acho que esse livro deveria ser lido por todo mundo, especialmente por aquelas pessoas que não fazem nada na vida e ainda reclamam dela a.k.a. eu. É uma leitura que, além de muito prazerosa, te força a olhar para você mesmo, consegue convencer o leitor a procurar melhorar como pessoa. Vi alguém comentando que não queria ler por ser de auto-ajuda. Tá, e daí? Pertencer à esse gênero não classifica imediatamente um livro como ruim.

Sim, houveram algumas coisas que eu não curti muito. Por exemplo, Nick é evangélico e ama demais Deus. É lindo ver como sua fé o incentiva cada vez mais a ajudar o próximo e o anima quando ele está triste; mas como eu não tenho religião, as partes em que ele dá uma de padre foram um pouco entediantes para mim.

"Uma vida sem limites" continua sendo uma amostra de uma das melhores histórias de superação. Depois que você acaba de ler até se sente como um grande amigo do Nick e fica com uma imensa vontade de ter uma vida como a dele. Virei uma grande fã dele. O que ele tem para ensinar é muito mais interessante e, acho, muito mais útil do que muita coisa que nós lutamos para aprender ou não na escola.
                                                                     

Postagens mais visitadas