Desafio Literário 2011: As aventuras de Sherlock Holmes


Vou passar a colocar minhas resenhas literárias por aqui! Assim, algo de interessante vai ter esse blog. 

Bom, livros policiais nunca foram os meus favoritos, então nunca me interessei em ler algum do Sherlock Holmes, apesar de sua enorme fama. Ganhei esse num amigo oculto e, vendo que era de contos, decidi lê-lo para esse mês do Desafio, que tem como tema livros de contos.

Nem é preciso apresentá-lo, né? Sherlock Holmes é um dos mais famosos detetives da ficção, desvendando todos os tipos de casos misteriosos, sejam eles criminosos ou não, sempre com muita calma e usando pura lógica e muita observação. Watson, seu aliado preferido, narra nesse livro algumas aventuras em que se meteu com Holmes. Algo interessante é que os casos de cada conto são completamente isolados, mas a linha do tempo é contínua. Não é raro encontrar lembranças de um conto em outro, nem de outros livros do detetive, e eu adorei isso.

Porém, eu não gostei de todos os contos – confesso que alguns me deixaram até meio entediada de vez em quando. O primeiro conto, Um escândalo na boêmia, foi bem divertido, e o seu final é simplesmente demais. Os que se seguiram não me agradaram muito, não sei o porquê. Mas aí chegarmos em As cinco sementes de laranja, a melhor história de todas, cheguei a ler duas vezes. Depois desse, o livro fica realmente muito bom. Acho que, além desse, os meus favoritos são O homem da boca torta e O polegar do engenheiro. Recomendo demais a leitura desses ainda que não seja no livro.

O legal do livro é que boa parte dos casos investigados aqui nem são crimes muito sérios, pelo menos não como eu achei que seriam. São simples até, e me senti muito inteligente resolvendo direitinho o mistério de dois contos! Sir Doyle escreve bem demais. Ainda que existam aqueles contos que eu não gostei, não posso dizer que não são bons, muito pelo contrário. Acho que foi simplesmente questão do momento da leitura, algo que influencia tanto no gostar ou não de um livro quanto a sua qualidade.

As histórias de As aventuras de Sherlock Holmes se passam bem depois daquelas dos primeiros livros do detetive, mas é com certeza uma ótima opção para quem ainda não o conhece direito. A Kelly do blog Bibliólatras também nunca havia lido nada de Holmes, leu e se encantou com esse livro. E eu, que não costumo me apaixonar fácil, estou encantada com Watson, com certeza meu personagem favorito.

Só para acabar, recomendo muito a leitura pela editora Zahar (na minha opinião, a melhor). Ela tem duas edições desse livro, uma normal e a outra de bolso, que é a da foto. A tradução de Maria Luiza Borges está impecável e a revisão está ótima, não vi um erro de digitação, e eu sou bem chata com essas coisas. E a parte física está linda demais, com capa resistente e várias ilustrações muito boas.

Postagens mais visitadas